IA e Experiência do Paciente

Atualizado: Set 24

Diante do cenário competitivo das operadoras de saúde, é preciso ir além para se destacar. Entregue valor e fidelize seus beneficiários

Ao longo da jornada do paciente pelo sistema de saúde, há diversas oportunidades para que a operadora e os prestadores provem valor ao beneficiário. A primeira e mais importante é através do acesso às melhores opções de profissionais, tratamentos e testes diagnósticos. É, em suma, o papel de toda operadora e o necessário para se posicionar como um bom serviço e o mínimo que o paciente espera. Porém, com a concorrência cada vez mais acirrada tanto entre operadoras quanto entre prestadores, a disputa de preços já se mostrou, por si, ineficaz. É preciso investir em experiência.


Além de boas condições materiais como poltronas, televisão e ar condicionado, uma boa experiência consiste em tornar a jornada do paciente mais fluida, evitando episódios de ansiedade e preocupação. Uma pesquisa mostra que saúde é a maior preocupação para 62% dos brasileiros; neste cenário, diminuir a espera pela aprovação de um procedimento é uma ação estratégica para fidelizar pacientes, além de impactar em sua qualidade de vida.


Por exemplo, imagine uma paciente com sinais e sintomas de insuficiência cardíaca que depende de uma ecocardiografia para a caracterização da doença e orientação do melhor tratamento. No tempo em que aguarda a autorização para o procedimento, a incerteza sobre o diagnóstico pode prejudicar sua condição de saúde e afetar sua percepção sobre o serviço da operadora.


infográfico com os 9 passos da jornada do paciente
O intervalo entre os passo 5 e 6 pode ser acelerado com o uso de ferramentas de inteligência artificial.

Agir sobre a espera para o

retorno aos pedidos de procedimentos, portanto, é urgente. É desejável que a aprovação de procedimentos leve o menor tempo possível mas sem comprometer a acurácia para que os procedimentos corretos sejam aprovados. Com os recursos usados hoje, isso levaria as operadoras a ter novas despesas proporcionalmente à melhoria desejada para a experiência do paciente.




Gasto ou investimento?

Para diminuir o tempo de aprovação mantendo o processo tradicional, a operadora teria que contratar mais profissionais. O tempo para aprovação é diretamente proporcional ao número de pedidos e inversamente proporcional à quantidade de profissionais disponíveis para as análises. Para cada dia de espera a menos para o paciente, mais custos em recursos humanos e tecnológicos para a operadora.


Mas não precisa ser assim. Há mais de dois anos já é possível facilitar o processo de autorização de procedimentos através da Inteligência Artificial (IA). O uso da IA faz com que cada aprovação leve dias ou até semanas a menos do que seria normalmente. E o melhor: diminuindo custos para a operadora.

Ao reconhecer o funcionamento dos processos e guiar aprovações sob a luz do histórico da operadora, é possível melhorar a experiência do paciente e tornar o processo de auditoria preventiva mais eficaz.

Assim, o acesso aos melhores profissionais e serviços se alia ao conforto e agilidade no aguardo pela aprovação de um pedido médico. Através da inteligência artificial podemos melhorar a experiência do paciente e, ao mesmo tempo, reduzir os custos da regulação de procedimentos na operadora.


Algumas Unimeds já estão colhendo os frutos e poupando dias de espera dos pacientes. Quer diminuir o tempo de espera dos pacientes na sua também? Agende uma demonstração!