Buscar

Você sabe como utilizar os PROMs?

Atualizado: Mar 2

Quando usados corretamente, os PROMs são eficientes para analisar resultados e melhorar os processos de saúde.




Neste artigo temos o compromisso de deixar mais claro para você como a coleta longitudinal de dados sobre a jornada dos pacientes possibilitará a análise de informações focando no que realmente importa.



Monitoramento de desfechos


O tratamento focado na saúde do paciente envolve o monitoramento de alguns indicadores de sucesso do ciclo de tratamento deste paciente. Entender como a coleta longitudinal de dados pode aumentar a percepção de qualidade do paciente sobre o atendimento e, no final, reduzir custos, é tarefa essencial na rotina dos atendimentos médicos e uma das aplicações dos PROMs.


Na rotina e na relação médico-paciente, monitorar os desfechos garante que no final do atendimento toda a jornada tenha sido mapeada, incluindo não apenas os diagnósticos e tratamentos, mas também a custo-efetividade de cada etapa.



Paciente mais engajado e satisfeito


A transparência na tradução das informações aos pacientes aumenta o engajamento deste paciente em sua jornada, já que, com todo esse processo, o paciente percebe que o prestador e a equipe de saúde dão olhos ao que é relevante para ele.


Na utilização dos PROMs, o paciente é inserido no processo e também tem um papel essencial na tomada de decisão. Os laboratórios, os resultados dos exames e a equipe médica são capazes de oferecer todos os possíveis caminhos de tratamento, mas o paciente é o único capaz de avaliar os impactos de cada opção não só na melhoria dos sintomas, mas também em sua qualidade de vida.



Uso dos dados para Benchmarking


Atualmente, a Triágil conta com três protocolos de avaliação de desfechos clínicos em fase de piloto com operadoras e prestadores, que lançarão mão de medidas padronizadas.


Utilizando os PROMs, os prestadores e operadoras envolvidos no piloto participarão de um benchmarking, apontando o que tem se destacado e oportunidades de melhoria. O benchmarking é anonimizado e possibilita uma melhora na qualidade assistencial para todos os participantes do piloto.