Quais desafios da regulação em saúde a IA pode solucionar?

Atualizado: Ago 11

A complexidade desses processos é também oportunidade para pensar soluções que valorizem os profissionais da auditoria.


Já falamos aqui sobre o potencial da Inteligência Artificial (IA) para agilizar processos em saúde. No caso de pedidos de exames e procedimentos, a autorização por IA poupa muito tempo e permite melhor alocação dos recursos humanos da operadora.


Geralmente, o fluxo do pedido no sistema de saúde segue essencialmente três passos que podem ser impactados positivamente pela utilização da IA no processo de regulação:


Quando o médico julga que a realização de um exame ou procedimento pode ser útil no contexto de um paciente:


Nesse momento, seria útil a este profissional ter ciência da probabilidade de aprovação (e os principais motivos para recusa) de um exame ou procedimento que ele acredita ser pertinente.


O processo de análise de uma solicitação de exame ou procedimento

Nessa etapa, um auditor qualificado analisa detalhadamente o pedido e identifica motivos para aprovação e para recusa. Essa análise segue algumas regras pré-estabelecidas e permitem se criar alguns padrões de análises que podem ser “entendidos” e replicados pela IA, tornando o processo muito mais econômico e ágil.


A comunicação do resultado da análise ao paciente e ao profissional:

Após a aprovação ou recusa, o paciente será avisado quanto ao resultado. E por mais eficientes que sejam os processos internos da operadora, é comum que o paciente tenha que esperar por alguns dias, além de ter que se deslocar de sua casa em função deste processo de análise. Considerando a situação de fragilidade do paciente, poder reduzir seu customer effort e agilizar a resposta são pontos estratégicos para se promover a satisfação do paciente em relação à operadora.


Casos de procedimentos recorrentes

Exames de seguimento de pacientes com condições crônicas conhecidas pelas operadoras em suas linhas de cuidados. Por exemplo, ao fim do tratamento de câncer de mama é recomendado monitorar durante 5 anos através de exames para ter certeza que a doença não retornou. Isso significa, em média, 10 mamografias que deveriam ser autorizadas manualmente pela operadora de saúde. O quão interessante seria dar as aprovações em segundos para um paciente que frequentemente já percorre uma jornada tão difícil e sofrida?


Soluções através de tecnologia

Como você viu, esses processos não são nada simples. E esta complexidade traz consigo vários desafios. Para solucionar esses desafios, é necessário buscar métodos e oportunidades de otimização de processos e de recursos, reduzindo tempo e consequentemente custos de maneira estratégica.


Então existem formas de melhorar a eficiência dos processos?

O uso da Inteligência Artificial (IA) está ganhando força no setor da saúde. Com o Autorizaí, operadoras que levavam dias, agora aprovam pedidos em segundos. Prestadores, operadoras e pacientes ganham assim um processo mais eficiente e que impacta diretamente na percepcão pelo cliente sobre a qualidade do cuidado oferecido


Quer conhecer um pouco mais dessa solução? Clique aqui e fale com nossos especialistas